Papa convoca jornada mundial de oração e jejum pela paz

| 2018-02-05

O Papa declarou que as vitórias obtidas com a violência são “falsas vitórias” e que, pelo contrário, “trabalhar pela paz faz bem a todos”.

O Papa Francisco convocou, para dia 23 de fevereiro, uma jornada mundial de oração e jejum pela paz e evocou, em particular, as vitimas dos conflitos na República Democrática do Congo e do Sudão do Sul.

O anuncio foi feito após a oração do Angelus e tem em conta “o trágico arrastamento de situações de conflito em diversas partes do mundo”.

Uma jornada que terá início na primeira semana da Quaresma e para a qual todos os fiéis e ainda todos os irmãos e irmãs não-católicos e não-cristãos estão convidados a participarem.

A jornada de 23 de fevereiro, adiantou o pontífice, quer dar voz aos que “gritam a Deus, na dor e na angústia”.

“Dirijo um forte apelo que também nós escutemos este grito e, cada um na sua própria consciência, diante de Deus, se questione: ‘O que posso fazer eu pela paz?’”, disse Francisco.

“Podemos rezar, com certeza, mas não só: cada um pode dizer ‘não’, concretamente, à violência, no que dependi de si”, acrescentou.

O Papa declarou que as vitórias obtidas com a violência são “falsas vitórias” e que, pelo contrário, “trabalhar pela paz faz bem a todos”.

(Com Agência Eccleia/OC) 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter