Arcebispo de Cracóvia oferece Custódia com silhueta de Nossa Senhora ao Santuário

| 2017-09-25

A custódia peregrinou pelas terras da Polónia com a intenção da paz e da reconciliação

Custódia oferecida Santuário de Fátima

O Arcebispo metropolita de Cracóvia, D. Marek Jedraszewski ofereceu, no domingo, durante a Missa, a Custódia com a silhueta da imagem de Nossa Senhora ao Santuário de Fátima.

A Custódia também designada por “Mulher da Eucaristia” foi preparada pelo Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima em Zakopane, na Polónia e pela Fundação dos Anjos da Misericórdia. Trata-se de uma oferta do povo polaco ao Santuário de Fátima por ocasião do Centenário das Aparições. A Custódia é feita de ouro e prata e tem 12 doze meteoritos e uma pedra trazida da lua

O Arcebispo de Cracóvia referiu que “Esta custódia é a expressão do compromisso do povo polaco para com a mensagem de oração e conversão pela Paz, deixada aqui há cem anos por Nossa Senhora”.

E depois numa alocução aos peregrinos no final da missa dominical, em língua polaca, o Arcebispo metropolita, lembrou a história das aparições e sublinhou a importância do pedido deixado por Nossa Senhora para a construção da Paz no mundo.

“Durante quase 50 anos, entre 39 e 89, nós polacos opusemo-nos à violência com a oração a Nossa Senhora e nela depositámos todas as nossas esperanças, confiando-lhe a nossa proteção”, disse ainda o arcebispo.

“Queremos permanecer fiéis a este compromisso até ao fim e, por isso, estamos hoje aqui de novo em Fátima”.

A custódia peregrinou pelas terras da Polónia com a intenção da paz e da reconciliação, visitando 99 igrejas e santuários polacos.

A centésima paragem ficou reservada para o santuário de Fátima para “seja a portadora do Cristo para todos os peregrinos que vêm a este Santuário, que a Paz alcance as terras polacas e que a voz de Nossa Senhora e o seu apelo sejam ouvidos em todo o país”. Durante o ato de entrega da custódia foi entoado um cântico típico da Polónia por dez músicos naturais deste país.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter