Bispo de Setúbal diz que Quaresma desperta-nos para os outros

| 2018-02-09

Na mensagem quaresmal, o bispo de Setúbal lembra que o tempo de preparação para a Páscoa não é para “cortar a alegria e o gosto de viver”

D. José Ornelas

O bispo de Setúbal afirmou na Mensagem da Quaresma que o tempo de preparação para a Páscoa faz “despertar para os outros” e propôs à diocese sessões de estudo do Evangelho de São Marcos.

“Eu próprio orientarei estas sessões destinadas a um estudo reflexivo do primeiro Evangelho, como caminho para a Quaresma da vida”, indica D. José Ornelas no documento enviado hoje à Agência ECCLESIA.

O estudo do Evangelho de São Marcos vai decorrer no Seminário de Almada, todas as quintas-feiras, a partir de 22 de fevereiro, das 21h00 às 22h45.

D. José Ornela referiu também na Mensagem da Quaresma que Setúbal vai destinar o “produto da partilha” diocesana à nova comunidade do Segundo Torrão – Trafaria e cristãos na Síria e no Iraque.

Para o bispo de Setúbal, “a Igreja propõe, particularmente, três meios concretos para fazer este caminho Quaresmal: a oração centrada na Palavra de Deus, o jejum como exercício de libertação e a esmola como expressão do amor solidário”.

“Estas são sugestões para agitar a nossa vida e fazer-nos despertar para os outros, para a família, para a comunidade, a paróquia, a Diocese e a Igreja na sua universalidade”, sublinhou D. José Ornelas.

Na mensagem quaresmal, o bispo de Setúbal lembra que o tempo de preparação para a Páscoa não é para “cortar a alegria e o gosto de viver”, mas “dar fundamento à felicidade e à vida, sabendo que isso comporta também renunciar a coisas supérfluas ou contraditórias com os objetivos e esforçar-se como o atleta que se prepara para a competição”

“A atitude de Quaresma é como a de alguém que se prepara para participar num grande acontecimento desportivo ou numa festa muito significativa de família ou de grupo. A consideração daquilo que está em jogo dá energia para se preparar, vencer obstáculos, envidar esforços e colaborar com os outros para que se alcancem os objetivos em vista”, afirmou D. José Ornelas no documento publicado também no sítio online da diocese sadina.

(Agência Ecclesia/ CB/PR)

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter