Bispo do Funchal realça a “luz da Esperança”

| 2017-12-27

D. António Carrilho ainda referiu que “Para quem crê, sem Jesus não há verdadeiro Natal”.

D. António Carrilho

O Bispo do Funchal, D. António Carrilho disse, na segunda feira, na Homilia da Missa do Dia de Natal que decorreu na Sé, que a “as sombras das dificuldades da vida não podem apagar a chama da esperança”.

O bispo adianta que “A Fé da Igreja recorda-nos constantemente que Jesus Cristo nos acompanha sempre e ilumina as noites da nossa vida”.

E apesar de todas as dificuldades e angústias pediu aos diocesanos que se deixem “interpelar pela ternura do Deus Menino” que revela, com a nova luz, “a grandeza e a dignidade da vida humana” e dá força de uma esperança viva.

A partir da mensagem do profeta Isaías na primeira leitura, o bispo diocesano explicou que é um “convite à esperança e à alegria” e que continua atual hoje em relação “aos problemas, necessidades e interpelações da sociedade”.

Por isso, todos somos convidados a sermos “sentinelas vigilantes” para aprofundarmos a “nossa Fé abrindo o coração ao amor eterno de Deus”.

D. António Carrilho ainda referiu que “Para quem crê, sem Jesus não há verdadeiro Natal”. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter