Câmara do Porto decreta três dias de luto municipal

| 2017-09-11

Presidente elogia elogiada a “dimensão humana, religiosa e filosófica”

Bispo do Porto

A Câmara Municipal de Porto decretou três dias de luto municipal pelo falecimento de D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto, aos 69 anos de idade. Foi vítima de ataque cardíaco, quando se encontrava na Casa Episcopal.

O presidente do município, Rui Moreira, em comunicado, evoca o falecido bispo como “um homem da tolerância”. E adianta que “A notícia da morte do bispo do Porto é uma enorme tristeza e uma perda terrível para toda a cidade e toda a enorme Diocese. A cidade merecia ter um Bispo como o senhor D. António Francisco. Ele esteve cá muito pouco tempo, mas deixa uma obra notável”.

No mesmo comunicado é também elogiada a “dimensão humana, religiosa e filosófica” do falecido bispo do Porto, que recorda como “uma pessoa jovem e jovial, que tinha com as pessoas uma relação de enorme afetividade”. O presidente também realça o “trabalho extraordinário junto dos mais necessitados”.

O presidente da Câmara do Porto realça que “Vai-nos fazer muita falta, para nós que olhamos para a cidade com tanta atenção e valorizamos tanto o papel da Igreja Católica. Temos a certeza de que a Igreja Católica continuará a ter este grande empenho pela solidariedade na cidade, mas é uma enorme perda”.

As várias candidaturas à Câmara Municipal do Porto anunciaram, entretanto, a suspensão da campanha eleitoral.

 

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter