Diocese de Leiria-Fátima lança Campanha para a Quaresma

| 2018-01-31

Uma campanha para ser vivida em "Catequese, Família e Comunidade"

Foto: Luís Miguel Ferraz

O Serviço Diocesano de Catequese da Diocese de Leiria-Fátima lançou a Campanha para a Quaresma 2018 sob o tema “Alegria de ser Igreja a caminho da Páscoa”.

Desta forma e tendo por base o ano jubilar da celebração do Centenário da restauração da Diocese de Leiria, pretende o Serviço Diocesano de Catequese “favorecer a vivência do tema diocesano, tomando consciência da importância da família e do grupo como primeira mediação para a compreensão e vivência do sentido da Igreja, e da paroquia como uma comunidade de comunidades, que se insere na dinâmica da Igreja local que é a Diocese”.

Assim sendo, a base para esta proposta “é a própria caminhada litúrgica, centrando a atenção nos textos do Evangelho de cada domingo e na Carta Pastoral de D. António Marto «A Alegria de ser Igreja em Missão», sobretudo o seu capítulo III” refere o Secretariado da Catequese.

Por isso, “Ao longo deste caminho, haverá propostas para viver em casa/família e em grupo, e também na comunidade, partilhadas na comunidade mais alargada. O elemento simbólico, e lugar de partilha, é a cruz” refere o padre José Henrique, responsável pelo Secretariado Diocesano de Catequese.

Os objetivos da campanha é levar os fiéis a “Viver o Tempo da Quaresma como um ‘tempo oportuno’ para sentir e crescer na alegria de ser Igreja; Motivar para a vivência comunitária e aprofundamento do sentido de ser Igreja; Viver e celebrar o centenário da restauração da Diocese em família e em grupo”. Uma campanha que se pretende seja vivida em “catequese, em Família e em comunidade”.

O Serviço também vai disponibilizar uma proposta para um momento de oração a realizar pelos grupos nas “24 horas para o Senhor”.

Entretanto será também disponibilizada uma proposta para um momento de oração a realizar pelos grupos nas "24 horas para o Senhor".

O Guião que é proposto para ser trabalhado nas paróquias apresenta um excerto da carta episcopal de D. António Marto, Bispo da Diocese de Leiria-Fátima onde refere que “A Igreja de Deus torna-se presente, realiza-se e cresce num determinado lugar (geográfico, humano e cultural) onde a vida torna as pessoas próximas, formando a Igreja local ou diocesana. É aí que Cristo nos convoca, reúne na comunhão e envia em missão. O Papa Francisco acentua muito bem este aspeto: “Cada Igreja particular / local, porção da Igreja Católica sob a guia do seu Bispo... é o sujeito primário da evangelização, enquanto é a manifestação concreta da única Igreja num lugar da Terra e, nela ‘está verdadeiramente presente e opera a Igreja de Cristo, una, santa católica e apostólica’. É a Igreja incarnada num espaço concreto, dotada de todos os meios de salvação dados por Cristo, mas com um rosto local” (EG 30).”. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter