Fátima é o elemento chave para entender a AIS

| 2017-09-12

O Cardeal Mauro Piacenza é Penitenciário-Mor do Supremo Tribunal da Penitenciária Apostólica

A Peregrinação Internacional da Fundação AIS tem hoje inicio e só terminará na sexta feira, dia 15 de setembro.

Uma Peregrinação que assinala os 70 anos do surgimento da Fundação e os 50 anos de Consagração da sua Obra, a Nossa Senhora de Fátima. Um momento de celebração que está integrado na programação da Peregrinação Internacional Aniversária de setembro.

Na conferência de imprensa de arranque Catarina Martins referiu a importância desta Peregrinação em ano de aniversário da Fundação e de Centenário de Nossa Senhora de Fátima e que foi reforçada pela presença do presidente internacional da Fundação e do seu secretário-geral.

Philipe Ozores, Secretário-Geral da AIS Internacional disse que “esta é uma ocasião muito importante para a Fundação.” E adiantou que “a Fé em Deus e na generosidade dos nossos benfeitores é que nos permite esta ajuda a nível internacional a quem mais precisa”. E por isso, “pedimos a Deus que nos deixe continuar a nossa missão de ajuda aos próximos”.

O Cardeal Mauro Piacenza, Penitenciário-Mor do Supremo Tribunal da Penitenciária Apostólica, e presidente Internacional da AIS referiu que “Fátima e a AIS têm muito em comum” porque “Fátima é luz da caridade sobrenatural que nos apoia em todas as quedas, através da ajuda de Deus e a AIS é a Luz da ajuda junto de quem mais precisa”.

O Cardeal Piacenza também disse que “A Nossa Senhora de Fátima é a mãe da igreja e que ajuda a sua Igreja que sofre, tal qual a AIS”. Adiantando que “A Luz de Fátima mostra a solicitude de Nossa Senhora em proteger a sua Igreja que sofre”.

O presidente da AIS Internacional ainda adiantou que “Nossa Senhora chama a atenção para o drama do pecado que está no mundo porque um só pecado leva a todos os outros que se mostram através da violência, social, humana e económica”.

Para o Cardeal Mauro Piacenza, “Deus faz um grande ato de misericórdia através de Nossa Senhora, quando esta nos mostra o pecado e o caminho da salvação e nos apresenta a oração, e a caridade como o caminho certo a percorrer”.

Por fim, e numa referência à renovação de consagração da Fundação a Nossa Senhora disse que ela é “A Estrela que sempre aponta os caminhos da AIS e que tem estado sempre presente, nos momentos importantes da Fundação, desde o seu surgimento”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter