Flores brancas e amarelas ornamentam Santuário

| 2017-05-10

A cor branca e amarela são as cores do Vaticano

Rosas brancas e flores amarelas

Quase que poderíamos usar a emblemática frase da rainha Santa Isabel “São rosas, meu senhor, são Rosas!”. Mas na verdade, tratam-se de rosas brancas e flores brancas e amarelas, as eleitas para constarem na ornamentação do Santuário.

Um trabalho efetuado por uma equipa de 30 voluntárias da Associação de Floristas e Decoradores de Portugal que trabalha, quase sem descanso, para deixar bonitos todos os espaços do Santuário de Fátima, para a Peregrinação do Papa Francisco. O foco, desta ornamentação, está na Capelinha das Aparições e no andor de Nossa Senhora, no Altar e Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

Na página oficial do Santuário de Fátima é explicado que “A rosa, de onde deriva a palavra rosário, é a preferencial na ornamentação, pois é a flor de Nossa Senhora de Fátima, sendo de cor branca na Capelinha e no andor”.

Além disso, as Flores brancas e amarelas justificam-se por serem “as cores do Vaticano, foram as escolhidas para o Altar e para a Basílica”, segundo Ana Rita Santos, da seção de Arte e Património do Serviço de Estudos e Difusão do Santuário, que coordena esta operação.

Uma decoração pensada por uma equipa multidisciplinar que envolveu a secção de Arte e de arquitetos que colabora no Santuário e a Associação de Floristas e Decoradores de Portugal. Quanto à quantidade de flores a serem usadas, “não há números indicativos, apenas se sabe que a maioria da flores são nacionais e que, parte delas, foi oferecida, sendo as restantes adquiridas pelo Santuário”.

É ainda esclarecido que “A zona do Altar, incluindo a escadaria próxima do Presbitério, o ambão e o círio pascal vão ter vários frisos de flores, enquanto nos túmulos de Francisco e Jacinta Marto vai manter-se “a ornamentação habitual”.

Todos os espaços litúrgicos do Recinto, incluindo a Basílica da Santíssima Trindade, vão estar decorados com flores, pois o entendimento foi o de ornamentar todos os locais que os peregrinos possam visitar.

 

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter