Fundação AIS mobilizada na ajuda de emergência no México

| 2017-09-22

Muitas igrejas foram destruídas

Sismo México

A Fundação AIS, através do seu secretariado mexicano, está mobilizada na ajuda de emergência à população mexicana atingida pelo forte sismo, que na terça feira, abalou o México, com uma magnitude de 7,1 na escala de Richter e que já provocou mais de 200 mortos.

A situação é muito complicada nas localidades de Morelos e Puebla, segundo o testemunho de Julieta Apendini, diretora do secretariado local da AIS há “graves danos e desmoronamentos em muitos edifícios, escolas, prédios, igrejas e conventos”.

E acrescenta que “Muitas zonas estão sem electricidade, o aeroporto suspendeu as operações e as aulas foram canceladas em todos os níveis de educação nos estados afectados”, info.

Apendini ainda informa que “a população uniu-se no trabalho de resgate uma vez que ainda há muitas pessoas presas nos escombros e que pedem para serem ajudadas”.

Neste momento, como explica a responsável mexicana da Fundação AIS, “começou uma corrida contra-relógio para resgatar todos aqueles que ainda estão com vida”.

O governo já alertou para o risco de réplicas e recomenda à população para que não regresse a casa, pois ainda há sérios riscos de edifícios danificados desmoronarem. O Governo apela à ajuda para que se mantem as vias de comunicação desimpedidas para facilitar o trabalho de bombeiros e restante proteção civil.

A Conferência Episcopal mexicana emitiu um comunicado em que dá conta de estar a canalizar e articular a ajuda para esta situação de emergência.

A secção mexicana da Fundação AIS está também a trabalhar em estreita colaboração com a Conferencia Episcopal Mexicana e outras organizações que estão no terreno a providenciar o auxílio mais urgente às populações.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter