Libanesa que vai rezar em árabe foi refugiada

| 2017-05-10
Fátima (Foto: Sapo24)

A Irmã Glória Maalouf, libanesa a residir em Fátima desde 2000, vai ler em árabe, a Oração dos Fiéis da Missa do dia 13 de maio, presidida pelo Papa Francisco.

A irmã nasceu, no Líbano, numa família cristã, mas teve que fugir em 1975, por causa da guerra civil. Foi refugiada no Kuwait. Sofreu muito e teve uma vida cheia de dificuldades. Mas tudo isso fica para trás quando mostra a sua alegria e o sorriso por ter sido escolhida para esta “missão”.  

A Irmã Glória entrou na Congregação das Servas do Coração Imaculado de Maria, em Itália. E foi aí que foi convidada a abrir a casa da sua ordem em Fátima, em 2000.

No seu trabalho em Fátima, a Irmã Glória gere a rede de lojas do Santuário. Além disso, contata diariamente com os peregrinos que chegam à Capelinha das Aparições.

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter