Papa apela à esperança e ao respeito da escola de cada um

| 2017-09-20

Papa pede confiança em Deus Criador

O Papa Francisco deu hoje uma catequese com o objetivo de “educar para a Esperança”. Assim, na audiência desta quarta feira, num discurso de “tu” desafiou todos e, principalmente, os jovens a viver, amar e acreditar e  “com a graça de deus, nunca desesperas” frisou Francisco. Para de seguida pedir: “Ama as pessoas; ama-as uma a uma. Respeita o caminho de todos, seja ele linear ou enviesado, porque cada um tem a sua história a contar”.

O Santo padre afirmou que cada criança que nasce é uma “promessa duma vida que de novo se mostrou mais forte do que a morte”. E ainda que “cada amor que desponta é uma força de transformação que aspira à felicidade”.

O Pontífice também pediu aos fiéis presentes na Praça de São Pedro que se sintam responsáveis “por este mundo e pela vida de cada ser humano. Cada injustiça contra um pobre é uma ferida aberta na humanidade e diminui a tua própria dignidade. Sonha um mundo que ainda não se vê, mas de certeza chegará”.

E para abanar consciências adianta que a vida “não está circunscrita à tua existência e, neste mundo, à tua geração sucederão outras gerações”. O Papa alerta que “A esperança crê na existência duma criação que se prolonga até à sua realização definitiva, quando Deus for tudo em todos. Não penses que, no fim da existência, nos espere o naufrágio; em nós, palpita uma semente de absoluto”.  Até porque “Deus não dececiona: se colocou uma esperança nos nossos corações, não foi para quebra-la com contínuas frustrações. Tudo nasce para florir numa eterna primavera” refere o prelado.

Por fim pediu aos presentes, e, nomeadamente, aos jovens: “Confia em Deus Criador, confia no Espírito Santo que tudo move para o bem, confia no abraço de Cristo que espera cada pessoa no fim da sua existência”.

Após a Catequese saudou cordialmente os peregrinos de língua portuguesa, em particular, os fiéis brasileiros e o grupo de benfeitores, historiadores e editores da obra literária «Portugal Católico», e animou-os a procurar sempre o olhar de Nossa Senhora que conforta todos aqueles que estão na provação e mantém aberto o horizonte da esperança.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter