Papa apela ao silêncio das armas na República Centro-Africana

| 2017-05-21

O processo de Paz tem sido constantemente ameaçado

Papa Francisco (Foto: Agência Ecclesia)

O Papa Francisco renovou o seu apelo ao silêncio das armas na República Centro-Africana. Por forma a que sobressaia “a vontade de diálogo para dar a paz e o desenvolvimento ao país”.

Um apelo feito, no domingo, após a oração do Regina Coeli, na Praça de São Pedro, em Roma, e depois de saber que novos confrontos provocaram muitas mortes e que obrigaram à deslocação de outras tantas pessoas. Além disso, estes confrontos “ameaçam o processo de paz”.  

O Papa deixou a certeza de que reza pelos mortos e feridos e lembrou todos os bispos e todas as outras pessoas que “trabalham diariamente para o bem deste povo e para a co-existência pacífica naquele país”.

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter