Papa apresenta Maria Madalena como “apóstula da esperança”

| 2017-05-17

Deus também nos chama pelo nome no nosso sofrimento

Papa Francisco (Foto: Lusa/Agência Ecclesia)

O Papa Francisco apresentou, esta quarta feira, na audiência geral, Maria Madalena como a “Apóstula da esperança”. E recordou a sua atitude quando após a morte de Jesus, e “fiel ao seu amor pelo Senhor, vai até ao sepulcro, para completar os ritos fúnebres”. E comparou esta atitude às mulheres viúvas que “são devotas, durante anos, dos caminhos dos cemitérios, lembrando quem já não está”.

O Santo Padre também se referiu ao momento em que Maria reconhece Jesus ressuscitado, quando a chama pelo nome: Maria! Deixando claro que também é desta forma, que Deus “vem ao encontro dos nossos sofrimentos: chama-nos pelo nome!”. Para logo de seguida afirmar que “

A ressurreição de Jesus é uma revolução que transformou a vida de Maria Madalena e transforma a vida de cada um de nós”.

Depois saudou todos os peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente, os brasileiros vindos da Bahia, de Fortaleza e Brasília, que estavam presentes no Vaticano: “Queridos amigos, o Senhor sempre está ao nosso lado, mesmo nos momentos mais escuros da nossa vida. Deixemo-nos iluminar pela presença do Senhor Ressuscitado e nos tornemos suas testemunhas no mundo. Que Deus vos abençoe”.

 

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter