Papa desafia jovens colombianos a perdoar e a “voar alto”

| 2017-09-07

“Ajudem-nos a curar o nosso coração” pediu o Papa aos jovens

Papa discursa para jovens colombianos (Foto: Lusa)

O Papa Francisco, na sua segunda intervenção, na Colômbia desafiou os jovens a perdoar, mesmo depois dos momentos “difíceis e obscuros” que viveram, para irem em busca de uma paz “autêntica e duradoura”.

Eram mais de 22 mil jovens que estavam na Praça Bolívar. Esperaram várias horas para ouvirem Francisco que lhes dirigiu, da varanda da Catedral de Bogotá, palavras de incentivo: “Que a violência não vos derrube, que o mal não vos vença”. E acrescentou “Voem alto e sonhem em grande”.

O Santo padre também elogiou a capacidade das novas gerações de perdoar e deixar para trás as ofensas, “sem o lastro do ódio”.

E depois, por entre aplausos e cânticos lembrou que “Os jovens são a esperança da Colômbia e da Igreja”.

“Ajudem-nos a curar o nosso coração”, acrescentou, pedindo uma sociedade “justa e estável”.

O Peregrino da paz e da Esperança agradeceu a forma como tem sido acolhido e apelou à reconciliação de todos, deixando a certeza de que: “Venho também para aprender, sim, aprender convosco, a vossa fé, a vossa força diante da adversidade”. E prosseguiu: “Quis vir até cá como peregrino de paz e de esperança e desejo viver estes momentos de encontro com alegria”.

O Papa não esqueceu de salientar a dedicação dos jovens aos mais frágeis, através do voluntariado e contrariando, dessa forma, a “atmosfera de relativismo e de indiferença”. E pediu: “Não tenham medo do futuro, atrevam-se a sonhar em grande”.

Num país que procura separar décadas de guerra, o Papa assinalou o papel dos jovens na criação da “Cultura do encontro”. “Somos todos parte de algo grande, que nos une e nos transcende”, precisou.

(Com Agência Ecclesia)

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter