Papa diz que cristãos acreditam sempre na vitória do bem

| 2017-06-21

Papa diz que a Graça de Deus é uma bênção nas nossas vidas

papaaudiencia

O Papa Francisco disse, esta quarta feira, na audiência geral, na praça de São Pedro, no Vaticano que os cristãos, mesmo nos momentos mais difíceis, acreditam sempre na vitória do bem. E apontado os santos como exemplo referiu que “os Santos são, para nós, testemunhas e companheiros de esperança porque mostram-nos que a vida cristã não é um ideal inatingível”. O Papa afirma que os Santos “são companheiros da nossa peregrinação nesta vida e por isso, compartilham as nossas lutas e fortalecem a nossa esperança de que o ódio e a morte não têm a última palavra na existência humana”.

O Santo Padre recorda que é por isto que “invocamos o auxílio dos santos nos sacramentos” e no “Baptismo invocamo-los como irmãos mais velhos que já cruzaram a estrada fatigosa desta vida e encontram-se no abraço de Deus por toda a eternidade”.

Os Santos no matrimónio 

Francisco adianta que os Santos no matrimónio “vêm em socorro dos noivos que, ao assumirem um compromisso por toda a vida, sabem que precisam da graça de Deus para se manterem fiéis”. E de seguida faz a ponte para a “Ordenação Sacerdotal, onde o candidato sabe que conta com a ajuda de todos os que estão no Paraíso para poder suportar o peso da missão que lhe é confiada”.

Por fim referiu que os Santos lembram-nos que “apesar das nossas fraquezas, a graça de deus é maior nas nossas vidas”. Motivo mais do que suficiente para “manter sempre viva a esperança de ser santos, pois este é o maior presente que podemos dar ao mundo”.

No final da audiência geral, o Papa saudou os peregrinos de língua portuguesa presentes no Vaticano, dizendo: “Queridos amigos, o mundo precisa de santos e todos nós, sem exceção, somos chamados à santidade. Não tenhamos medo! Com a ajuda daqueles que já estão no céu, deixemo-nos transformar pela graça misericordiosa de Deus que é mais forte do que qualquer pecado. E que Ele sempre vos abençoe”, concluiu.

O Papa Francisco assinalou ainda a próxima Solenidade do Coração de Jesus, na sexta-feira, dia em que “a Igreja sustenta os sacerdotes com oração e afeto”.

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter