Papa diz que é preciso crescer na Fé e na confiança em Jesus

| 2017-08-20

Papa rezou uma Avé Maria por todas as vítimas e familiares dos atentados dos últimos dias

Papa Francisco

O Papa Francisco, na Oração do Angelus, deste domingo, disse que os cristãos precisam de “crescer na Fé e fortalecer a nossa confiança em Jesus”. Salientando que só Ele “pode ajudar-nos a encontrar o nosso caminho, quando pensamos que perdemos a bússola neste caminho de Fé”.

O Papa Francisco adianta que crescer na Fé vai permitir-nos avançar no caminho mesmo quando “a estrada não é só plana, quando o percurso é áspero e duro, quando for mais difícil ser fiel aos nossos compromissos”. Portanto, diz o Santo Padre, é “importante alimentar a nossa Fé a cada dia, com a escuta atenta da Palavra de Deus, com a celebração dos Sacramentos, com a Oração Pessoal, nem que essa seja, um ‘grito’ de ‘ Senhor Ajuda-me!’ e temos ainda de ter atitudes corretas de amor ao próximo”.

E tendo por base o Evangelho de hoje ( Mt 15,21-28) o Papa refere que nos é apresentado um exemplo “singular de Fé” no encontro de Jesus com esta mulher Cananéia, que eram vistos como foram do povo de Deus.

Jesus vai a passar naquela zona a norte oeste da Galileia e é abordado por esta mulher que lhe pede que salve a sua filha, que estaria a ser atormentada por um demónio.

De inicio Jesus parece ignorar a súplica daquela mulher, mesmo após a intervenção dos apóstolos. Porém, a mulher não desiste e com a sua força interior e também movida pela sua Fé de que Jesus  poderia curar a sua filha, não desiste.

Perante tal prova inabalável de Fé, Jesus diz-lhe " Mulher, grande é a tua fé! Seja feito como você deseja. " E a partir daquele momento sua filha ficou sã "(v. 28).

O Papa Francisco compara esta demonstração de Fé às “mulheres que com a sua força interior conseguem grandes coisas”. Acrescentando que isso nos deve fazer acreditar que “é o amor que move a Fé e a crença faz com que, o nosso prémio, seja o Amor”.

E adianta que “esta mulher humilde é indicada por Jesus como um exemplo de Fé inabalável. E a sua insistência na intervenção de cristo é um estimulo para nós não desanimarmos e de não desesperarmos quando somos oprimidos pelas duras provas da vida”.

Francisco deixa a certeza de que “O Senhor nunca nos viras as costas perante as nossas necessidades, embora, por vezes, isso possa parecer uma realidade, é apenas para testar e fortalecer a nossa Fé”. Portanto acrescenta o Papa temos que “continuar a clamar como esta mulher:

"Senhor, ajuda-me! Senhor, ajuda-me". Assim, com perseverança e coragem. E esta é a coragem que leva oração”.

O Sumo Pontífice aconselha a que “confiemos esta missão ao Espírito Santo para que Ele possa ajudar-nos a perseverar na Fé. Pois é o Espírito Santo que infunde coragem no coração dos crentes. Ele dá às nossas vidas e ao nosso testemunho de cristãos a força da convicção e de persuasão. E assim encoraja-nos a superar a descrença em relação a Deus e a indiferença para com os irmãos”.

Por fim, o Papa pediu à Virgem Maria que nos “torne cada vez mais conscientes da nossa necessidade de Deus e do seu Espírito e a obter para nós uma Fé forte, cheia de amor e uma amor que sabe fazer súplica para com Deus.”

Depois da oração do Angelus, o Papa Francisco pediu a todos os presentes que rezassem uma Avé Maria, por todos aqueles que carregam a dor da perda provocada pelos terroristas que nos, últimos dias, agiram causando a morte de várias pessoas no Burkina Faso, Espanha e Finlândia.

Perante uma multidão de fiéis o Papa pediu: “Rezemos por todos os mortos, os feridos e suas famílias; e roguemos ao Senhor, o Deus de misericórdia e de paz, para livrar o mundo dessa violência desumana. Rezemos juntos em silêncio e, depois, a Madonna”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter