Papa é peregrino da paz no Egipto

| 2017-04-28

Uma viagem considerada de alto risco para o Papa

Papa Francisco visita Egipto

O Papa Francisco inicia hoje a sua visita ao Egipto como “peregrino da paz” em busca do diálogo com a maioria muçulmana. Em menos de 24 horas proferirá cinco discursos, sempre com o foco na paz.  

Uma visita que ocorre após os atentados no Cairo aos cristãos e depois de o Santo padre ter enviado uma mensagem à população egípcia, na qual falava de um mundo “dilacerado por uma violência cega” que atingiu também este país, a qual exige como resposta “paz, amor e misericórdia”.

Por isso defendeu que “O mundo precisa de construtores de pontes de paz, de diálogo, de fraternidade, de justiça e de humanidade”. O Papa quer levar ao Egipto uma mensagem de “amizade”, com apelos à “fraternidade e reconciliação” entre judeus, cristãos e muçulmanos.

O Papa deseja que a visita seja ainda “um abraço de consolação e encorajamento a todos os cristãos do Médio Oriente”.

Nesta viagem o Papa não usará carro blindado. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter