Papa exalta aqueles que são capazes de sujar as mãos para que outros alcancem a Paz.

| 2018-01-16

Uma multidão acompanha o Papa

Foto: Vatican News

O Papa Francisco no segundo dia de visita ao Chile celebrou a Eucaristia no Parque O’Higgins, em Santiago para milhares de pessoas. Uma missa pela paz e pela Justiça, onde o Papa argentino exortou o povo chileno a prosseguir no seu caminho de consolidação de democrática e de uma sociedade mais justa.

Na homilia baseada nas Bem-Aventuranças, o Papa lembrou que é preciso “lutar por este novo Chile” e realçou: “como é perito o coração chileno na reconstrução e no lançar de novos horizontes”.

Após a Missa o Papa Coroou uma imagem de Nossa Senhora do Carmo, outra padroeira da nação chilena, à semelhança de Santo Alberto Hurtado, que foi canonizado pelo Papa Bento XVI em 2005.

Amanhã, quarta feira, o Papa, pelas 08h00 locais partirá do aeroporto de Santiago para Temuco, onde às 10h30, presidirá à Missa no aeroporto de Maquehue. Seguindo-se um almoço com alguns habitantes de Arau – canía na Casa “Madre de la Santa Cruz”.

Pelas 15h30 está prevista a partida do aeroporto de Temuco para santiago, onde chegará cerca das 17h00 porque meia hora depois tem encontro marcado com os Jovens no santuário de Maipu. Segue-se uma deslocação até à Pontifícia Universidade Católica do Chile.

A viagem do Papa Francisco ao Chile termina na quinta feira. Mas antes de partir rumo ao Chile o Santo Padre passará o dia em Iquique, onde pelas 11h30 vai celebrar a Santa Missa no Campus Lobito, seguido-se o almoço da comitiva papal na casa de retiros do santuário de Nossa Senhora de Lourdes dos Padres Oblatos.

A cerimónia de despedida do povo chileno está marcada para as 16h45 (hora local) e depois o Papa deixa o país em direção ao aeroporto de Lima no Peru, onde chegará na mesma tarde. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter