Papa pede a jovens israelo-palestinos que valorizem a diversidade

| 2017-07-07

Papa diz que é preciso deixar os mais pequenos brincarem

O Papa Francisco pediu aos estudantes de Israel e da Palestina que valorizem “a diversidade das culturas” e que usem a edução “para sonhar e buscar sentido para a vida”. Um apelo feito na mensagem de vídeo que enviou aos 75 jovens participantes, na sessão de encerramento, do III Congresso organizado pelas Scholas Occurrentes, realizado na Universidade de em Jerusalém, Israel, subordinado ao tema "Entre a Universidade e a Escola, contruindo a paz através da cultura do encontro".
O Papa convidou os jovens a preservarem o caminho “da abertura ao outro” porque só deste modo, “podeis encontrar o sentido do encontro, o sentido da Vida”.
Francisco ainda defende que apenas com a Educação é possível “abrirmo-nos ao desconhecido” e sermos “levados a um lugar livre de juízos prévios que nos bloqueiam”. E acrescenta que este lugar, o da Educação, “permite-nos sonhar e procurar novos caminhos”. E deixou claro que os adultos “não podem tirar ás nossas crianças e jovens a capacidade de sonhar, nem de brincar, que de certa forma, é um modo de sonhar acordado.”
O Papa ainda salientou que “Se não permitirmos que os mais novos brinquem, tal só acontece porque, nós mesmos, não sabemos brincar e por isso, não entendemos a gratuitidade sem a qual não existe criatividade”.
O Papa argentino convidou os jovens "de Israel, da Palestina e todos os que vieram de outros lugares do mundo", a "sonhar, a buscar o sentido, a criar, a agradecer a festejar, a colocar a mente, as mãos e o coração em ação para tornar realidade a cultura do encontro".
A Fundação Scholas Occurrentes é uma organização internacional de direito pontifício criada pelo Papa Francisco em 2013. Com presença ativa em 190 países do mundo procura “promover a integração social e cultural através da educação". Conta, atualmente, com mais de 446.000 escolas e centros educativos.

 

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter