Papa pede ação da comunidade internacional perante ameaças à paz e ao ambiente

| 2017-12-15

Francisco denunciou as “forças centrífugas” que desejam dividir os povos

O Papa Francisco recebeu no Vaticano os novos embaixadores de sete países junto da Santa Sé, pediu uma maior ação da comunidade internacional perante as ameaças á paz e ao ambiente.

Na intervenção que fez na Sala Clementina, perante os representantes diplomáticos do Iémen, Nova Zelândia, Suazilândia, Azerbaijão, Chade, Liechtenstein e Índia alertou que “A comunidade internacional enfrenta uma série de ameaças complexas contra a sustentabilidade ambiental e a ecologia social e humana de todo o planeta, como as ameaças à paz e à concórdia que vêm de ideologias fundamentalistas violentas e conflitos regionais, que muitas vezes aparecem sob a forma de interesses e valores opostos”.

“No início da vossa nova missão, estou consciente da diversidade dos países que vós representais e das várias tradições culturais e religiosas que caracterizam a história das vossas nações. Isso dá-me a oportunidade de enfatizar o papel positivo e construtivo que essa diversidade representa no concerto das nações”, realçou o Papa.

Francisco denunciou as “forças centrífugas” que desejam dividir os povos, propondo, pelo contrário, “um caminho de diálogo e compreensão”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter