Papa recebe patriarca ortodoxo de Jerusalém

| 2017-10-24

Francisco ainda sublinhou que o “status quo” de Jerusalém deve ser “defendido e preservado”

O Papa Francisco recebeu, no Vaticano, o patriarca greco-ortodoxo de Jerusalém, Teófilo III e voltou a apelar à paz na Terra Santa.

O Papa também reiterou a sua “proximidade aos irmãos cristãos da Terra Santa e o meu afeto pelos amigos das outras grandes religiões presentes na região, esperando e rezando para que chegue em breve, para todos, o dia de uma paz estável e duradoura”.

Para depois afirmar que “É preciso rejeitar com firmeza o recurso a qualquer tipo de violência, todos as formas de discriminação e a manifestação de intolerância contra pessoas ou lugares de culto judaicos, cristãos e muçulmanos”.

Francisco ainda sublinhou que o “status quo” de Jerusalém deve ser “defendido e preservado” para que a cidade se torne “um lugar onde todos possam conviver pacificamente”.

O Santo Padre também referiu que “A incerteza da situação e a incompreensão entre as partes continuam a causar insegurança, limite dos direitos fundamentais e abandono da própria terra por parte de muitos”. Por isso, apelou que os membros das várias comunidades cristãs da Terra Santa “sejam sempre reconhecidos parte integrante da sociedade”.

O Papa Francisco e o Patriarca Teófilo III tinham estado juntos em Jerusalém, em maio de 2014, e na invocação pela paz realizada nos Jardins do Vaticano, em junho do mesmo ano.

(Com Agência Ecclesia)

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter