Patriarca de Lisboa propõe Oração pela Chuva

| 2017-10-30

Seca extrema em Portugal

O Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente propôs hoje uma oração pela chuva e alertou para os efeitos da “prolongada seca” que afeta o ambiente, as culturas em Portugal. Mas não esqueceu o impacto causado, este verão, pelos fogos florestais.

“Os incêndios foram extremamente gravosos, com grande número de vítimas mortais e de feridos, além de muitos danos materiais e prejuízos económicos e sociais, que é urgente colmatar”, refere D. Manuel Clemente, numa mensagem enviada à Agência ECCLESIA pelo Patriarcado de Lisboa.

O também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa manifesta “toda a solidariedade” a quem sofreu.

“Toda a intervenção estatal e social é absolutamente prioritária", assinala.

D. Manuel Clemente sublinha, em seguida, que a natureza admite “interrogações mais profundas” e que para um crente a natureza é “criação”.

“Os cristãos encontram nas palavras e atitudes de Jesus Cristo a luz e o estímulo para de tudo cuidarem e tudo recuperarem quando é caso disso”, observa.

A mensagem evoca casos miraculosos atribuídos a Cristo e aos santos que “com Ele estiveram inteiramente do lado de Deus para refazerem vidas, com repercussões felizes na própria natureza”.

“É este o sentido da oração, pedindo a Deus o que Ele mesmo nos quer dar, em absoluta coincidência de vontade”, precisa o cardeal-patriarca.

D. Manuel Clemente recorda que o Missal Romano inclui orações por necessidades de vária ordem, também no que à natureza se refere.

“Na presente situação, proponho aos irmãos sacerdotes do Patriarcado de Lisboa que, quando a Liturgia diária o permita, celebrem a Missa para Diversas Necessidades, com a prevista Oração Coleta: «Deus do universo, em quem vivemos, nos movemos e existimos, concedei-nos a chuva necessária, para que, ajudados pelos bens da terra, aspiremos com mais confiança aos bens do Céu. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo»”, escreve.

As comunidades católicas podem ainda juntar idêntica intenção na Oração Universal.

(Com Agência Ecclesia)

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter