Terço de Joana Vasconcelos protege recinto do santuário

| 2017-05-02

O terço iluminar-se-à no dia 12 de maio à chegada do papa Francisco ao Recinto do Satuário

Suspensão

“Suspensão” é a designação para o Terço Gigante que está exposto no Alto do Recinto do Santuário de Fátima, junto à Basílica da Santíssima Trindade, da autoria da artista plástica contemporânea portuguesa Joana Vasconcelos. 

Uma peça que segundo uma nota do Museu do Santuário de Fátima foi criada para “evocar, do ponto de vista plástico a essência da mensagem de Fátima”. Acrescentando que “com esta obra se sublinha como o terço, oração que a Virgem Maria, pediu aos Pastorinhos de Fátima, é o símbolo maior da mensagem da Cova da Iria”.

Por isso, o Terço irá iluminar-se na noite de 12 de maio, quando Papa Francisco entrar no Recinto do Santuário para rezar o Rosário com os milhares de peregrinos presentes.
Depois acender-se-á todas as noites, a partir das 21h30, à hora em que se inicia a oração do rosário, nas vigílias de oração, no Santuário de Fátima.
O Terço é feito de contas brancas que podem ser tidas como “contas de luz” para lembrar “o pedido da Virgem Maria, de que se reze o terço com um propósito muito claro: o de alcançar a paz no Mundo”.
O material usado no terço é Resina de Polietileno, com iluminação a LED e mede mais de 26 metros de altura.
Uma obra que se apresenta suspensa aos olhos dos peregrinos, entre o céu e a terra, tal qual a Mensagem de Maria através do pedido “da Mãe de Deus quando oferece a possibilidade de alcançar a paz através da oração do rosário” lê-se na nota do Museu do Santuário de Fátima. É ainda referido que o cumprimento do pedido “fica em Suspensão até que a humanidade aceite o convite, o que faz desta intervenção artística um desafio á responsabilidade dos crentes na dialética proposta pela Mensagem de Fátima: a paz, embora ao alcance de todos, permanece em Suspensão”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter