AAPI lança “Portuguese Food – Information to Export”

| 2018-01-31

O Presidente da AAPI lembra que o sector agroalimentar “é um dos que mais tem crescido em Portugal”

A AAPI - Associação Ação para a Internacionalização em co-promoção com a APPITAD – Associação de Produtores em Proteção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro deu a conhecer ontem o novo projeto denominado “Portuguese Food – Information to Export”.

O projeto – apresentado durante um jantar de empresários do sector agroalimentar -, visa reforçar a promoção da oferta nacional de produtos do sector agroalimentar, nomeadamente dos Vinhos, Azeites e Frutos Secos nos mercados do Reino Unido, Polónia e Croácia.

Segundo Nuno Morgado, Presidente da AAPI, pretende-se “disponibilizar às empresas informação legal e correta dos mercados, para que estas possam fazer as opções de acordo com as suas necessidades”.

“A ideia passa por compilar toda a informação dispersa permitindo aos operadores económicos o desenvolvimento de estratégias para os mercados do Reino Unido, Polónia e Croácia, e às entidades associativas o desenvolvimento posterior de projetos complementares”, explicou Nuno Morgado.

O Presidente da AAPI lembra que o sector agroalimentar “é um dos que mais tem crescido em Portugal” e por isso “tem um grande peso na economia nacional”.

Nuno Morgado refere que “este é um sector onde ainda há espaço para crescer”, sendo importante “estudar os mercados e responder de forma criteriosa e certeira ao aumento da procura, que é nivelada por critérios de qualidade”.

“A Associação Ação para a Internacionalização é uma entidade sem fins lucrativos e que tem o seu foco estatutário na internacionalização” recorda Nuno Morgado, assumindo que este projeto “é um dos muitos que se reveste de sucesso”, uma vez que a missão da AAPI “é de promover junto de entidades privadas e públicas iniciativas que conduzam à sua internacionalização, sustentadas por know-how especializado”.

O setor agroalimentar em Portugal representa 20% da indústria transformadora, sendo constituído por 10.500 empresas, maioritariamente de pequena e média dimensão, emprega 104.000 trabalhadores e representa um volume de negócios de 14.600 milhões de euros (FIPA, 2015, INE, 2015).

Segundo o Gabinete de Planeamento, Política e Administração Geral (GPP) do Ministério da Agricultura e do Mar, o complexo agroalimentar representava em 2012, 4,1% do PIB, 12% do emprego, 8,4% das exportações e 14,4% das importações (GPP, 2013). Trata-se de um setor que contribui, decisivamente, para a internacionalização da economia portuguesa: de acordo com (GPP, 2013), o crescimento médio das exportações do complexo agroalimentar foi de 7,9%, claramente superior à taxa de crescimento médio anual das exportações de bens que se cifrou em 3,4%.

Este projeto é co-financiado pelo COMPETE2020, PORTUGAL2020 e FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter