Bonecos de Estremoz são Património Cultural Imaterial

| 2017-12-07

Uma decisão muito celebrada pela comitiva portuguesa

Bonecos de Estremoz

Os Bonecos de Estremoz são Património Cultural e Imaterial da Humanidade, anunciou a UNESCO após a 12ª reunião do seu omité Intergovernamental.

Os bonecos produzidos em barro foram classificados como “uma arte popular com mais de três séculos”.

Uma decisão muito celebrada pela comitiva portuguesa que durante os festejos exibiu exemplares de “Bonecos de Estremoz”.

Manuel Gonçalves de Jesus, Embaixador de Portugal na Coreia do Sul mostrou-se “bastante satisfeito” com o reconhecimento da UNESCO.

E adiantou que “Foi uma vitória e desta vez nem foi no futebol, foi numa área muito importante que é preservar aquilo que é muito nosso”.

Os "Bonecos de Estremoz" pertencem a uma arte de carácter popular, com mais de 300 anos de história, tendo sido o primeiro figurado do mundo a merecer a distinção de Património Cultural Imaterial da Humanidade, na sequência da candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Estremoz, no distrito de Évora.

A candidatura teve como responsável técnico o director do Museu Municipal de Estremoz, Hugo Guerreiro.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter