Casa Museu de Aljustrel abriu há 25 anos

| 2017-08-20

Espaço mostra como vivia a população no tempo das aparições

foto - santuário de fátima

A Casa-Museu de Aljustrel comemorou na tarde de sábado, 19 de agosto, o 25º aniversário com entradas gratuitas a todos os visitantes. Inaugurada em 19 de agosto de 1992, localizada no centro da aldeia que viu nascer os Pastorinhos, mostra há 25 anos os testemunhos materiais sobre o dia a dia das populações no tempo das aparições. O Reitor do Santuário visitou a casa museu e afirma ser um “complemento interessante porque ajuda os peregrinos a tomar consciência daquilo que era a vida em Aljustrel no tempo das aparições”. Até agora recebeu 483.139 visitantes vindos de todos os continentes. Guilhermina Rosa, funcionária desde a abertura do espaço, recorda que no dia 19 de agosto de 1992, o Monsenhor Luciano Guerra, reitor do Santuário de Fátima na altura, escolheu a data precisamente por se assinalarem 75 anos da quarta aparição de Nossa Senhora nos Valinhos. O espólio permanente pertence, sobretudo, à coleção “Mobiliário, Casa e Trabalho”. É mostrado na casa contígua à casa de Lúcia de Jesus, que pertenceu à madrinha da vidente, e encontra-se organizado em diferentes núcleos. O objectivo é levar o visitante ao Portugal rural das primeiras décadas do século passado e percorrer o “ciclo das profissões”, o “ciclo do pão” e o “ciclo da casa”. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter