Congresso Internacional de Turismo Religioso em Fátima

| 2017-08-23

Encontro a 22 e 23 de novembro de 2017, discute o turismo religioso como desenvolvimento

O Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação, vai realizar-se em Fátima, a 22 e 23 de novembro, no Centro Pastoral Paulo VI. No ano do Centenário das Aparições de Fátima, a organização do Município de Ourém, junta em parceria a Organização Mundial do Turismo, com o apoio do Ministério da Economia de Portugal.

Trata-se de um trabalho de fundo realizado nos últimos anos pela autarquia, que agora permite a realização deste encontro internacional. Pretende-se trazer a Fátima os mais altos representantes dos países membros da Organização Mundial do Turismo, assim como o seu Secretário-geral, Taleb Rifai.

Está prevista a presença de oradores reconhecidos e participantes vindos de todo mundo. Uma oportunidade única para a promoção de Fátima no Mundo, um verdadeiro reforço e complemento ao trabalho realizado, como por exemplo o Workshop Internacional de Turismo Religioso.

O Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação irá refletir sobre o potencial e o papel do turismo religioso e dos lugares sagrados como uma ferramenta para o desenvolvimento socioeconómico e cultural dos destinos. Para além de abordar o potencial competitivo do mercado do turismo religioso, aumentar a atratividade nos destinos religiosos, prosseguir a afirmação do turismo religioso nas redes regionais, nacionais e internacionais de inovação e partilhar conhecimento sobre as melhores formas de promover destinos religiosos.

O património religioso faz parte integrante do património cultural de Ourém. Esta herança histórica deve ser preservada pelo seu valor cultural, independentemente das suas origens religiosas, adianta a autarquia.

Uma vez que as Nações Unidas declararam 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, o que coincide com o Centenário das Aparições de Fátima, o evento pretende discutir como o turismo religioso e a peregrinação podem ser uma ferramenta eficaz para promover o desenvolvimento inclusivo e sustentável.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter