D. António Marto pede despartidarização dos incêndios

| 2017-08-13

O bispo de Leiria-Fátima pede ao Presidente da República, para que “não deixe cair no esquecimento” as vítimas dos incêndios.

foto - santuário de fátima

O bispo da diocese de Leiria-Fátima, deixou um apelo ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para que “mobilize energias” e “não deixe cair no esquecimento” as vítimas dos incêndios. Na conferência de imprensa de apresentação da Peregrinação de Agosto, D. António Marto deixou uma palavra de “solidariedade com as vítimas dos incêndios e para com aqueles que os combatem com grande dedicação pondo em risco a própria vida”. Com base na nota pastoral do episcopado de 27 abril passado, recordou que esta “já chamava atenção dos responsáveis políticos para a prevenção destes incêndios que se mostraram uma catástrofe e se repetem todos os anos, e todos os anos denunciam erros que se repetem. É fundamental a mobilização da sociedade nas suas diversas instâncias”, alertou. É preciso “criar sinergias" nas diferentes instâncias de "uma forma concertada e para isso é preciso despartidarizar um problema que é uma causa nacional e não permitir que ninguém o instrumentalize”. O Presidente da República com a sua responsabilidade, arte de diálogo e capacidade de fazer consensos, seja ele a assumir esta mobilização de energias e não deixe cair no esquecimento esta causa. As orações da peregrinação do fim de semana levaram em conta a tragédia dos incêndios e das suas vitimas. Foi ainda informado que para além da campanha de solidariedade da Cáritas, no ofertório nacional realizado no passado dia 2 de julho, foram angariados 917.221€, que exprimem a “generosidade do povo português”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter