D. Vitalino Dantas apela à luta pela justiça social

| 2017-11-19

O bispo emérito de Beja convidou os participantes a alterar “estilos de vida”

O Bispo Emérito de Beja, D. Vitalino Dantas apelou, em Lisboa, a um compromisso comum, entre todas as instituições, pelos pobres e de luta pela “Justiça Social”.

Para assinalar o Dia Mundial dos Pobres, as Instituições católicas, através da Cáritas Portuguesa, participaram na Missa na Igreja de São Roque, em Lisboa que contou com a presença de várias personalidades, entre as quais Fernando Santos, selecionador nacional.

D. Vitalino Dantas, vogal da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana pediu para lembrarmos “aos poderosos deste mundo que façam uma política global de solidariedade, sobretudo a partir dos mais pobres, pensando na casa comum, no planeta terra”.

O bispo emérito de Beja convidou os participantes a alterar “estilos de vida”, para que todos sejam “mais sóbrios e solidários”. E ainda apelou a que “Não abandonemos a esperança, a justiça, o amor aos mais necessitados”.

Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa, falou da importância de promover os ideais de “partilha, comparticipação e responsabilidade comum”, quer na sociedade, quer na Igreja.

“Estamos aqui para dizer aos nossos irmãos e irmãs mais pobres e excluídos que queremos partilhar a viagem da vida, caminhando simbolicamente com eles por algumas ruas de Lisboa, partilhando alimentos e afetos”, assinalou o responsável.

Neste Dia Mundial dos Pobres a Cáritas Portuguesa lançou a campanha de Natal, a operação “10 Milhões de estrelas”, em que parte da verba recolhida será usada para ajudar as vítimas dos incêndios de outubro, em várias regiões do país.

Eugénio Fonseca defendeu que partilhar com os pobres permite “compreender o Evangelho na sua verdade mais profunda”.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter