Incêndios fazem 27 mortos

| 2017-10-16

O pior dia do ano

Foto: SicNoticias)

Os mais de 500 incêndios de domingo provocaram a morte de 31 pessoas, segundo dados confirmados por Patrícia Gaspar, da Autoridade Nacional da Proteção Civil. No briefing, realizado esta manhã, foi também anunciada a existência de 51 feridos, 15 em estado grave.

Os dados sobre as circunstâncias de todas as mortes ainda estão por apurar. A SIC Notícias tem informações relativas a algumas das vítimas mortais dos incêndios.

Duas pessoas perderam a vida em Santa Comba Dão, Viseu, durante a madrugada. O centro de saúde da cidade esteve aberto excecionalmente durante a noite e atendeu mais de 20 feridos.

Duas pessoas morreram também em Penacova, distrito de Coimbra, uma na Sertã, no distrito de Castelo Branco, duas em Oliveira do Hospital.

Há quatro mortos confirmados em Vouzela, também no distrito de Viseu. Três pessoas foram encontradas sem vida em casa, uma quarta vítima morreu quando tentava fugir de carro. Há ainda outra pessoa desaparecida.

Há ainda registo de uma morte em Nelas, distrito de Viseu. A vítima de Nelas foi encontrada no cemitério.

Duas pessoas morreram na A25, incluindo uma mulher grávida, que tentava fugir às chamas.

Há várias pessoas feridas, com queimaduras graves, internadas no Hospital de Viseu.

A SIC Notícias sabe que as autoridades de saúde estão a tentar transferi-las para a unidade de queimados do Hospital da Prelada, no Porto, ou para os Hospitais da Universidade de Coimbra. Não foi possível fazer esse transporte por via aérea, pelo que o transporte será feito de ambulância.

Várias aldeias do concelho de Viseu foram evacuadas durante a madrugada na sequência dos vários incêndios que atingiram aquela região, anunciou a Câmara Municipal.

Em Seia, distrito da Guarda, as chamas estão muito perto do hospital e as autoridades locais ponderam evacuar o edifício.

 (Noticia SicNoticias)

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter