Livro “A Rainha das Rosas” em braille e com pictogramas

| 2017-12-05

Politécnico de Leiria e crianças do ensino básico do concelho editam livro inclusivo

“A Rainha das Rosas” é um livro único, multiformato, que foi criado de raiz pelo Centro de Recursos para a Inclusão Digital do Politécnico de Leiria (CRID/IPLeiria) e 96 crianças do concelho. O livro é único, tem na sua génese o conceito de livro para todos, e reúne, num único exemplar, texto aumentado, braille e imagens em relevo para crianças cegas ou com baixa visão, pictogramas para crianças com incapacidade intelectual ou limitações de outra natureza, e inclui um código Quick Response (QR) que remete para um site onde estão disponíveis as versões áudiolivro, para crianças cegas, e vídeolivro em Língua Gestual Portuguesa, para crianças surdas.

O livro é um projeto desenvolvido em parceria entre a Associação de Pais das Escolas da Freguesia de Cortes e o CRID/IPLeiria, que pretendem contribuir para incutir nas crianças a aceitação e o respeito pelos outros, e tornou-as, para isso, atores dessa mudança através da criação da história, ilustração e montagem da obra. O texto e a ilustração do livro são da autoria das crianças do Jardim de Infância de Reixida (14) e de Famalicão (18), e da Escola Básica de Reixida (64), a tradução e adaptação para pictogramas, e a coordenação do projeto multiformato são de Célia Sousa, responsável do CRID/IPLeiria.

Célia Sousa adianta que «com uma multiplicidade de suportes num único livro, “A Rainha das Rosas” é adequado para desenvolver atividades de leitura com todas as crianças, colmatando assim uma (ainda) grave e premente falha no mercado. O livro tem como principal objetivo promover a participação ativa das crianças, permitindo uma utilização versátil com recurso a diferentes formatos de leitura».

«Toda a equipa, desde o CRID, a Associação de Pais e os professores, acreditamos que este projeto vai contribuir determinantemente para que estes meninos entendam o outro como semelhante, desenvolvam valores como a empatia e a solidariedade. E contribui também para uma sociedade em que os valores da igualdade, retidão, justiça e reconhecimento dos direitos de cada um vão deixar de ser um sonho, para fazer parte do nosso dia-a-dia, de forma natural», salienta Célia Sousa.

Em junho de 2016 o CRID/IPLeiria tinha já dado passos firmes na inclusão infantil, com o “Piu Caganita”, o primeiro livro infantil multiformato em Portugal, coeditado com a autora e ilustradora Tânia Bailão Lopes.

O livro “A Rainha” das Rosas tem as suas versões áudiolivro e vídeolivro no site da Associação de Pais das Escolas da Freguesia de Cortes, e o projeto contou com o apoio de diversos mecenas: Escola Superior de Educação e Ciências Sociais e Unidade de Investigação Inclusão e Acessibilidade em Ação do Politécnico de Leiria, Papelaria Americana, Fundação Caixa de Crédito Agrícola, Escola Secundária Domingos Sequeira, União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes (UFLPBC) e Câmara Municipal de Leiria.

“A Rainha das Rosas”, uma edição limitada de apenas 1000 exemplares, tem o valor de 10 euros, e está à venda no CRID/IPLeiria, na Americana, e também através da Associação de Pais no dia da sua apresentação, a 15 de dezembro, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, numa cerimónia para dar a conhecer a obra, em que todos os meninos subirão ao palco e darão autógrafos.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter