Morreu bombeiro de Castanheira de Pêra

| 2017-06-19

Número de mortos sobe para 64

Incêndio Pedrógão Grande

Morreu o bombeiro de Castanheira de Pêra que estava internado, no hospital em estado grave, o que faz subir o número de vitimas mortais para 63. O fogo em Pedrógão Grande continua por controlar já devastou floresta e bens em Góis, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

A confirmação da morte foi dada por Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros. O homem tinha 40 anos, um filho, era casado e ficou ferido ao tentar salvar três pessoas de um carro que chocou contra a viatura dos bombeiros no IC8.

Há agora a confirmação de mais uma vítima mortal, o que atualiza o número para 64. Nesta segunda feira à tarde, as autoridades encontraram um corpo no interior de uma casa ardida em Pobrais. Era Vítor, 56 anos.

Eram cerca das 13h30 quando o presidente da república, Marcelo rebelo de Sousa, chegou ao Posto da proteção Civil localizado em Avelar, no concelho de Ansião, distrito de Leiria, com o objetivo de se inteirar da situação dos incêndios que lavram desde sábado e que estão imparáveis.

Marcelo Rebelo de Sousa vai deslocar-se às localidades mais afetadas pelos incêndios: Penela, Alvaiázere, Góis e Cernache do Bonjardim (Sertã).

Ao inicio desta tarde, o presidente do INEM, Luís Meira atualizada o número de feridos para 134, sendo que seis estão em estado grave.

Entretanto já foram identificadas 24 vitimas. Para a obtenção de informação sobre as vitimas e estradas cortadas contate 800 246 246.

O briefing mais recente dá ainda conta de dificuldades de combate ao fogo em alguns locais por falta de acesso. Além disso, o fumo denso está a dificultar o combate, por parte dos meios aéreos. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter