Presidente Cáritas Portalegre preocupado com incêndios

| 2017-08-17

Cáritas de Portalegre-Castelo Branco alerta para «catástrofe terrível» no país devido a incêndios

Incêndios Mação

 

Os incêndios continuam a assolar os concelhos de Vila do Rei e Mação e o presidente da Cáritas de Portalegre-Castelo Branco, Elicídio Bilé alerta para a “catástrofe terrível” que atinge estes concelhos, onde centenas de pessoas tiveram de ser deslocadas devido aos incêndios.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, o responsável realça que “devido a novos reacendimentos” nos fogos que afetaram a região nos últimos dias, “que no caso de Mação chegaram ao perímetro urbano”, muitas famílias tiveram de ser retiradas das suas casas, em várias pequenas povoações.

E adianta que “Em Vila de Rei aconteceu o mesmo, há um número enorme de famílias que tiveram de ser evacuadas, os prejuízos são enormes, há uma grande manifestação de desagrado e descontentamento pela forma como as coisas vão acontecendo”. E ainda aponta à falta de meios que tem marcado o combate às chamas.

Mação já tinha sido fustigado pelas chamas e, na altura, a Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco anunciou que iria reconstruir oito casas destruídas pelos fogos, em cooperação com a autarquia local.

Sendo que duas vão ser construídas de imediato e para as outras vai ser pedido orçamento.

Agora, devido ao agravar da situação, vai ser preciso redobrar esforços no apoio às populações.

A Cáritas de Portalegre-Castelo Branco também já entrou em contacto com a Cáritas a nível nacional, “para saber qual é a disponibilidade em termos financeiros, uma vez que a situação é muito complexa em todo o país”.

O responsável também lembra que muitos destes incêndios começaram de noite e por isso há “infelizmente com mão humana”.

Uma situação que tem de ser resolvida o mais rapidamente possível, caso contrário “não se sabe onde isto vai parar”, lamenta o presidente da Cáritas Diocesana de Portalegre- Castelo Branco, na entrevista concedida à Agência Ecclesia. 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter