Visita do Papa gerou impacto de 20 milhões de euros

| 2017-07-19

O presidente da Turismo Centro revela ainda surpresa pelo facto de Portugal estar na 9º posição dos “mercados emissores de turistas” para Fátima, na lista encabeçada pelo Brasil.

foto Centro Televisivo Vaticano

A visita do papa Francisco ao Santuário de Fátima teve um impacto económico a rondar os 20 milhões de euros em Fátima e Ourém, segundo o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, avançou à Lusa. O responsável pela Turismo Centro não esconde a surpresa pelo facto de Portugal surgir apenas na 9º posição dos “mercados emissores de turistas” para Fátima, lista que é encabeçada pelo Brasil. Seguem-se os Estados Unidos da América, a Coreia do Sul, a Espanha e a Polónia. O relatório centrou-se no período de 9 a 15 de maio e abordou diversas vertentes económicas relacionadas com a visita do líder da igreja católica, que canonizou os pastorinhos Francisco e Jacinta durante as celebrações do centenário das “aparições” em Fátima. Esta visita gerou 4,5 milhões de euros em alojamento, 1,5 milhões em refeições e ainda mais dez milhões em vendas na zona do Santuário e nas duas localidades abrangidas pelo estudo. Nas máquinas Multibanco situadas no Santuário e zonas limítrofes foram feitos levantamentos num valor total de 2,3 milhões de euros entre 9 e 15 de maio, segundo os dados da SIBS. A taxa de ocupação das unidades hoteleiras da região foi de 86 por cento um aumento de 7% por cento em relação a 2016, com o preço do quarto a atingir uma média de 93 euros.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter