Fragilidade da doença é tema de conversa

| 2019-01-10

Esta atividade pretende “criar um espaço de formato informal e carácter formativo e reflexivo, com temas centrados na pessoa doente”.

O “Grupo ao 3º Dia” realiza mais uma conversa do ciclo “Da fragilidade da doença à ternura lenta e obstinada pela vida”, no próximo dia 19 de janeiro, a partir das 10h00 na Universidade Católica Portuguesa – polo do Porto.

O tema desta sessão «O testamento vital» tem como oradoras Mónica Duque, jurista e Edna Gonçalves, médica, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Esta atividade pretende “criar um espaço de formato informal e carácter formativo e reflexivo, com temas centrados na pessoa doente”.

A descoberta de uma “doença grave é ocasião de choque e é necessário tempo para integrar essa nova realidade em que a fragilidade, comum a toda a pessoa humana, se torna mais nítida, mais exposta”, acrescenta.

(Agência Ecclesia/LFS)

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter