Ministro da Educação italiano defende instalação de crucifixos e presépios nos colégios

| 2018-12-06

Em Itália, o Ministro da educação, Bussetti defendeu durante o Congresso Anual da Federação de Escolas Católicas da Itália a instalação de crucifixos e de presépios nos colégios.

Perante uma assembleia de professores e lideres escolares o governante disse que, em seu entender, “o crucifixo é o símbolo da nossa história, da nossa cultura e das nossas tradições. Não vejo como pode causar alguma irritação, nas nossas escolas, pelo contrário pode ajudar as crianças a refletir sobre a nossa história.

Uma afirmação que surge, um mês depois, de um colégio na cidade de Terni, a Noroeste de Roma ter proibido uma encenação, com crianças, sobre o nascimento de Jesus. Segundo o jornal 'Voice of Europe', o motivo da proibição era o de "não ofender os alunos de diferentes religiões que estão na escola".

Na altura, o município de Terni fez saber que “só respeitando as nossas próprias tradições podemos fazer com que outros compreendam que todos são livres de praticar as suas próprias crenças, mas que também têm que respeitar a história e a cultura do país em que vivem”.

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter