“Música em Leiria” recebe vencedor do Prémio Jovens Músicos

| 2019-02-11

Festival promove novos talentos da música nacional com dois concertos em Leiria

André Gaio Pereira

A 37.ª edição do Festival Música em Leiria (FML) irá receber o jovem violinista André Gaio Pereira, vencedor do Prémio Jovens Músicos RTP/Antena 2 em 2017, e também os alunos do Estágio de Sopros de Leiria, em dois concertos que refletem a missão do Festival de promover novos talentos da música nacional clássica e contemporânea. André Gaio Pereira vai estar no Solar dos Ataídes (ao Terreiro) em Leiria, no dia 3 de abril, acompanhado pelo pianista Francisco Sassetti. Já o concerto integrado no Estagio de Sopros de Leiria terá lugar no Teatro José Lúcio da Silva, orientado pelo maestro Rui Carreira, no dia 14 de abril.      

«É já apanágio do Festival Música em Leiria contribuir para a divulgação dos novos talentos da música nacional que tenham como base a formação em música clássica, ou não fosse este um Festival organizado por um Conservatório de Artes», afirma Acácio de Sousa, presidente do Orfeão de Leiria | Conservatório de Artes, entidade promotora do evento. O responsável explica que «os jovens artistas convidados são músicos com provas dadas, cujo talento e capacidade técnica merecem ser apresentados ao grande público», e apresenta André Gaio Pereira «como um exemplo de excelência, fruto da conjugação de um enorme talento com muito trabalho e dedicação, além da paixão pela música, que demonstra uma maturidade artística que vai muito além dos seus 24 anos».       

André Gaio Pereira iniciou os seus estudos de violino com apenas sete anos, e dois anos mais tarde fez a sua estreia a solo na Festa da Música do Centro Cultural de Belém (CCB). Ao longo do seu percurso, além do Prémio Jovens Músicos em 2017, onde tinha já sido o primeiro laureado no Nível Médio em 2010, venceu também o Concurso Internacional do Fundão – Nível IV, e no ano anterior foi distinguido com o 2.º prémio no Concurso Vasco Barbosa. Como solista, apresentou-se com a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra do Algarve e a Orquestra Metropolitana de Lisboa e na temporada 2016/2017 integrou o London Symphony Orchestra String Experience Scheme, onde é membro reforço regular. Atualmente, está a terminar o seu Mestrado em Performance na Royal Academy of Music, em Londres, sob a tutela de Levon Chilingirian.

Composta por jovens músicos, a orquestra do Estágio de Sopros de Leiria propõe para a 37.ª edição do Festival Música em Leiria, um espetáculo que transpõe para o palco o talento proveniente das diferentes culturas dos seus elementos. Sob a batuta do maestro Rui Carreira, responsável por ministrar vários workshops para sopros e percussão da Orquestra Metropolitana de Lisboa, assim como vários concertos com diferentes formações instrumentais, este ensemble instrumental fará igualmente uma homenagem às raízes da cultura portuguesa, onde as orquestras de sopro ocupam um lugar de destaque, juntado a frescura e irreverência característica dos jovens artistas.

Ao todo, o programa da 37.ª edição do Festival Música em Leiria conta já com 19 espetáculos anunciados, entre os quais estão a dupla Mário Laginha e Pedro Burmester, os excêntricos PaGaGnini, o músico brasileiro Ivan Lins, o quarteto de concertinas Danças Ocultas, Luís Figueiredo com o seu mais recente disco “Kronos/Penélope”, Cláudia Franco que vai dar a conhecer, em estreia absoluta, o seu novo trabalho nas grutas de Mira de Aire em Porto de Mós, onde atuam também Paulo Bernardino e Augusto Baschera, os Petit Gatô e o projeto de dança Plataforma Displaced & Eva Manzano. A Glenn Miller Orchestra fará o espetáculo de pré-lançamento do Festival no dia 15 de março.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter