Papa diz que temos que ser servidores da Fraternidade

| 2019-04-18

O Papa adiantou que “no nosso coração deve estar sempre o amor de servir o outro”.

O Papa Francisco presidiu à Santa Missa, com Rito de Lava Pés, no Instituto Penitenciário de Velletri, em Roma.

Na homilia que fez o Papa lembrou que Jesus com o gesto de lava pés, mostra-nos a sua humildade de serviço ao outro. E com este gesto, indica-nos, também, o caminho para a “verdadeira fraternidade”, pois “cada um de nós deve ser servidor do outro”. É esta a maior regra do Evangelho, onde Jesus nos impele a sermos “servidores e não aproveitadores dos outros”.

O Papa adiantou que “no nosso coração deve estar sempre o amor de servir o outro”. Por isso, deixou o desejo de que, este seu gesto de Lava pés, a 12 reclusos, nos lembre “que este é um gesto de amor, um gesto fraterno e de serviço” que nos foi deixado por Jesus Cristo.

O Papa Francisco voltou, mais uma vez, a celebrar a Ceia do Senhor com o Rito do Lava-pés entre os muros de uma cadeia. E sempre que está numa cadeia o Papa costuma repetir uma frase “Porque eles e não eu?” que já se tornou num lema.

São palavras que parecem ser simples, mas que na realidade são, uma grande interrogação que Francisco coloca a si próprio,, mas também a cada um de nós.

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter