“Força da Natureza” para revitalizar produção de mel

| 2018-07-10

A campanha ‘Seja obreiro nesta colmeia’ destina-se a financiar a compra de colmeias e o respetivo enxame

O movimento cívico ‘Força da Natureza’, com origem na Paróquia de Cascais, colocou em marcha um novo projeto a favor das populações afetadas pelos incêndios de outubro último, na região de Oliveira do Hospital.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, Rita Carvalho, um dos elementos do movimento ‘Força da Natureza’, realça a importância de continuar ao lado de comunidades que tudo perderam para as chamas e que estão lentamente a reconstruir as suas vidas.

“Isto é uma gota no oceano, nós temos perfeita noção disso, mas as pessoas sentirem que já passaram sete ou oito meses e que ainda há pessoas que se preocupam com eles, que se mexem e que vão lá, acaba por ser uma coisa que também as anima muito, e enquanto Igreja sentimos que isso é importante e que é o dever dos cristãos”, frisa aquela responsável.

Depois de em janeiro, com a campanha solidária ‘Adote uma ovelha’, ter desafiado o país a contribuir para a revitalização da produção de queijo da Serra, um dos ex-líbris da região que está em risco, desta vez o repto passa por ajudar a recuperar a prática da apicultura no território, com o mote ‘Seja obreiro nesta colmeia’.

O movimento cívico ‘Força da Natureza’ foi criado em novembro de 2017, poucas semanas depois da calamidade que se abateu sobre a região centro do país, e que provocou elevadas perdas humanas e materiais.

A partir de vários elementos da Paróquia de Cascais que tinham algumas ligações a Oliveira do Hospital, que “foram logo para o terreno”.

“O objetivo inicial deste grupo era até dar apoio humano, ajudar nos trabalhos de reconstrução enquanto voluntariado. Foi isso que fizemos nos primeiros meses, as pessoas através de nós podiam-se inscrever e ir um fim-de-semana trabalhar para lá”, explica Rita Carvalho.

Com o decorrer desse apoio, e a consolidação de uma “estrutura” mais próxima das “entidades locais”, decidiu-se avançar paralelamente com outro tipo de contributos.

No início deste ano foi lançada a campanha ‘Adote uma ovelha’, que permitiu adquirir 250 borregas da raça bordaleira, produtora do queijo Serra da Estrela, num investimento superior a 17 500 euros, para ajudar os pastores.

A iniciativa, que se prolongou até abril, teve tanta adesão, inclusive de escolas e empresas, também “com muitas doações do estrangeiro”, que a coordenação do movimento decidiu avançar agora com uma nova proposta.

“Não queríamos perder toda esta mobilização das pessoas que estavam a ajudar, e fomos sentindo também que a questão das abelhas era importante, não só porque há na região de Oliveira do Hospital muitos apicultores, pequenos apicultores, mas também porque é uma atividade que motiva as pessoas a continuar para a frente”, salienta Rita Carvalho.

A campanha ‘Seja obreiro nesta colmeia’ destina-se a financiar a compra de colmeias e o respetivo enxame, cada um com o custo de 95 euros.

De acordo com Rita Carvalho, o projeto já permitiu adquirir e entregar 35 colmeias e enxames na localidade de Aldeia das Dez, uma das freguesias de Oliveira do Hospital.

Os donativos, esta primeira fase, foram conseguidos através da venda de frascos de mel na Paróquia de Cascais, por “um preço simbólico de cinco euros”, que corresponde ao preço de um alvéolo da colmeia.

“Este fim-de-semana vamos estar na Paróquia do Estoril, onde vamos continuar a retribuir este gesto solidário das pessoas com esta pequena dádiva”, aponta Rita Carvalho.

A par destes donativos mais presenciais, ou físicos, quem quiser pode realizar a sua oferta online, através da página do movimento ‘Força da Natureza’ na internet.

Os promotores deste projeto vão continuar a analisar, em conjunto com as entidades responsáveis no terreno, as necessidades existentes de modo a procurarem “fazer a diferença” junto das populações mais afetadas pelos incêndios, em Oliveira do Hospital.

(Agência Ecclesia/JCP)

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter