TJLS recebe último espetáculo do ciclo “Os Iberzitos vão à música” no dia 19 de maio

| 2019-05-14

Iberomoldes e Orfeão de Leiria dão a conhecer “O maravilhoso mundo das Bandas Sonoras”

A Iberomoldes e o Orfeão de Leiria|  Conservatório de Artes (OLCA) vão dar a conhecer “O maravilhoso mundo das Bandas Sonoras” aos mais novos, numa viagem pelo mundo do cinema no último espetáculo do ciclo de concertos didáticos “Os Iberzitos vão à música”. Depois da Marinha Grande e de Pombal, é agora a vez de Leiria receber o último espetáculo da terceira edição deste ciclo de concertos, que subirá ao palco do Teatro José Lúcio da Silva, no dia 19 de maio, com sessões às 11h00 e às 15h00. O concerto é de entrada gratuita, mas sujeita ao levantamento de bilhete no TJLS, a partir do dia 13 de maio.

Tendo a história do cinema como “pano de fundo”, neste espetáculo serão apresentadas as mais belas bandas sonoras da sétima arte. Pela mão da Orquestra Sinfónica da Escola de Música do Orfeão de Leiria (EMOL), dirigida pelo maestro Mário Teixeira, avós, pais e netos irão embarcar numa verdadeira viagem no tempo, onde terão oportunidade de se deliciar com temas que marcaram gerações em películas repletas, de aventura, ação, suspense e magia. Através da música instrumental, pretende-se criar uma interação entre os músicos e o público, proporcionando um diálogo único entre os intervenientes.

«Será sem dúvida uma excelente forma de encerrar esta terceira edição do ciclo de concertos didáticos “Os Iberzitos vão à música”, que realizamos em parceria com a Iberomoldes», considera Acácio de Sousa, presidente do OLCA. «O cinema tem encantado gerações ao longo dos últimos anos e parte desse encanto resulta precisamente da integração da música com a imagem em movimento, que além de imprimir uma dinâmica totalmente diferente às narrativas, acaba, por vezes, por ganhar maior relevo e notoriedade que a própria história», defende. Para o presidente do OLCA, esta colaboração com a Iberomoldes, é «um notável exemplo de associação entre um grupo empresarial e uma escola de música, que visa criar uma nova forma de produzir e usufruir cultura».

Joaquim Menezes, presidente do Grupo Iberomoldes, refere que o objetivo passa por «promover o gosto e interesse pela música, e ser mais uma “aula” sobre como tudo está ligado, e despertar os mais jovens para o conhecimento na generalidade. E, tal como tudo, a música também se aprende». O empresário salienta ainda que «a criatividade e a engenharia, tal como na música, são fulcrais na indústria de moldes e no desenvolvimento de componentes técnicos em plástico». Os Iberzitos que através da banda desenhada publicada na sua coleção de livros, que vão já no quinto volume, «têm-nos “ensinado” a história da Indústria de Moldes e do Grupo Iberomoldes, e serão, mais uma vez, os anfitriões de todas as crianças que queiram aprender um pouco mais sobre a música e as mensagens que ela nos passa», destaca.

A Iberomoldes tem apostado no envolvimento e integração dos seus colaboradores e respetivas famílias em atividades de cultura e conhecimento, e já com duas edições, em 2017 e 2018, o projeto cedo ganhou o apoio dos três municípios onde decorre – Leiria, Pombal e Marinha Grande –, tendo como principal objetivo chegar a mais crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo.

 

Partilhe esta notícia

Subscreva a nossa newsletter